Filme- A meta

Biledeboby
4
45 075 visualizações
  • Informações
  • Exportar
  • Adicionar a
A Meta - GOLDRATT, Eliyahu M. e COX, Jeff. A Meta. São Paulo: IMAM, 1990, o livro relata a história de uma fábrica que estava prestes a ser fechada por não estar contribuindo lucrativamente para com o sistema organizacional que fazia parte. E é através da história, na busca pelas soluções dos problemas que o autor insere a teoria das restrições.
O primeiro ponto a ser questionado pelo autor é sobre qual seria a meta de uma empresa Equivocadamente acreditava-se que a meta era aumentar a produção ao mesmo tempo em que se aumentava a eficiência. Sendo que o objetivo real da empresa era obter lucro.
É certa que estava cometendo o erro de produzir a toda a capacidade; sem ter a garantia de que os produtos seriam vendidos. Em outras palavras, o fluxo de produção teria de ser igual à demanda e não igual à capacidade produtiva. A empresa estava produzindo, no entanto, não estava obtendo lucro.

Sendo assim, seria necessário restringir o processo produtivo a fim de atingir a meta, mas para fazer com que isso acontecesse se esbarrava em alguns pontos que embargavam todo o processo produtivo. É aí que o autor insere a teoria das restrições. O que impede essa adequação no sistema é chamado de gargalos.
A capacidade de toda a fábrica é na verdade a capacidade do gargalo. Para resolver o problema o autor propõe cinco passos a seguir. É necessário identificar quais seriam os gargalos, decidir como explorar os gargalos, subordinar o restante do processo à capacidade dos gargalos, procurarem meios para melhorar os gargalos, e se no passo anterior um gargalo for eliminado, volte ao primeiro (sempre haverá um gargalo, se não houvesse o lucro seria ilimitado.

1 comentário

Eu consigo baixar o vídeo por aqui???
Por Wesley Lima em Abril