aruadnil

♪♪ Havia certo encanto <br />em seu pensar, <br />a alma doce, começava a flutuar! <br /><br />Pairava sobre os campos verdinhos, <br />olhava o azul do mar. <br />Descia até o fundo do oceano, <br />onde antes, vestida da carne humana, <br />não poderia chegar... <br /><br />A alma tem esse poder de liberdade, <br />tendo certo merecimento, <br />em sua antes, realidade... <br /><br />Ela volitava sobre as crianças em certa altitude, <br />Olhava-as brincando, na grama do parque. <br />Lembrava-se quando na Terra estava viva, <br />e naqueles anos de pueril juventude... <br /><br />Mas algo ainda dentro de si <br />estava guardado: <br />O jeito criança, <br />fazia com que a alma exploradora <br />ficasse por ali... <br />Olhando a criançada, a se divertir... <br /><br />Lembrou-se que não poderia ficar muito tempo <br />em seu passeio, <br /><br />Porque havia muito o que fazer: <br />Na nova vida, ela já se encontrava! <br />Restava agora, apenas se adaptar e aprender..